Home / Notícias de Rondônia / Vereador de Ariquemes é condenado por improbidade administrativa
Vereador Raidy Alves de Ariquemes foi condenado (Foto: Assessoria/Câmara de Ariquemes)

Vereador de Ariquemes é condenado por improbidade administrativa

O vereador de Ariquemes (RO) Raidy Alves (PMN) foi condenado pela Justiça por improbidade administrativa em ação civil pública ajuizada pelo Ministério Público de Rondônia (MP-RO). Conforme o órgão, ele utilizava da condição de parlamentar para desenvolver atividades irregulares em sua casa de shows que estava aberta sem alvará de localização e funcionamento. Além disso, ele teria iniciado reforma no estabelecimento sem o documento que autoriza execução da obra. O político nega as acusações e diz que vai recorrer da decisão.

Na mesma ação, foram condenados o secretário municipal da Fazenda, Roque Risel da Silva Cunha; a diretora de Receita, Lidiane Vaz Kubotani Pivatto; e, a gerente de cobrança e fiscalização, Jaqueline Garienti da Silva. Para o MP-RO, os agentes públicos foram omissos, pois apesar de todas as fiscalizações realizadas, a casa de shows nunca foi interditada.

De acordo com o MP-RO, Raidy manteve contatos telefônicos com o secretário municipal de Fazenda e o persuadiu a autorizar a expedição do alvará irregular do estabelecimento. Jaqueline emitiu o alvará de localização e funcionamento do estabelecimento mesmo diante das pendências apontadas por meio de interceptações telefônicas.

Raidy foi condenado à perda da função pública, suspensão dos direitos políticos por cinco anos e proibição de contratar com o poder público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, pelo prazo de cinco anos.

Os agentes públicos condenados à suspensão dos direitos políticos por três anos e ao pagamento de multa civil, em uma vez, o valor da remuneração recebida.

Ao G1, o vereador diz que não concorda com a decisão e que vai se defender das acusações. “Já temos um advogado trabalhando no caso. Antes de ser vereador, sou empresário e pago os impostos. Estão misturando as coisas. Jamais fiz e jamais faria uma coisa dessas. Trabalho desde novo e as pessoas me conhecem”, enfatiza.

Procurada, a assessoria da prefeitura disse que não irá se pronunciar sobre o caso.

G1 RONDONIA

About Rondônia Atualidades

Agência Rondônia Atualidades LTDA-ME

Check Also

MP-RO solicita que Governo e Sejus façam a demolição de antigo presídio em Ariquemes

O Ministério Público de Rondônia (MP-RO) acionou o Tribunal de Justiça (TJ-RO) contra o governo …