Home / Educação e Saúde / Mulheres apostam na amizade para vencer o câncer em Porto Velho

Mulheres apostam na amizade para vencer o câncer em Porto Velho

Amigas se conheceram em 2014, durante sessões de quimioterapia em RO.
Encontro teve maquiagem, piquenique e fotografias em um parque natural.

Um grupo de amigas que lutam contra o câncer realizaram um encontro com direito a maquiagem, piquenique e fotografias no Parque Circuito, na Zona Norte de Porto Velho. As mulheres se conheceram em 2014, durante as consultas e sessões de quimioterapia. Desde então, mantiveram contato e passaram a marcar encontros para se ajudarem a vencer a doença e superar os tratamentos.

O reencontro foi marcado pela decoração cor de rosa em referência a Campanha Outubro Rosa, feita anualmente neste mês para conscientizar sobre a prevenção e combate ao câncer de mama. Porém, o grupo de amigas se encontra durante todo o ano, em outras iniciativas de solidariedade.

Segundo a professora Ana Cláudia, de 46 anos, que venceu o câncer de mama, o grupo é voltado para todas pessoas diagnosticadas com a doença. “O primeiro encontro foi nada intencional. Após cada etapa do tratamento finalizado nos reuníamos para celebrarmos, desde novos fios de cabelo até a última sessão de quimioterapia”, explica.

Ela explica que a ideia é ajudar a superar a doença, assim como a ajudou. “O grupo ajudou na questão de parar de olhar para o meu diagnóstico. As vezes ele é o fim do mundo e as vezes não é nada perto do que outras pessoas estão passando. Descobri em 2013. Foi um momento em que literalmente a casa caiu. Eu estava em um momento de muita atividade, querendo conquistar tudo, e me derrubou. Projetos e sonhos foram interrompidos e até hoje ainda estou afastada por causa da reabilitação. É difícil se olhar no espelho e se ver desmoronando”, conta com lágrimas nos olhos.

Auxiliar de serviços de gerais retirou a mama esquerda há dois anos em RO (Foto: Matheus Henrique/G1)Auxiliar de serviços de gerais retirou a mama esquerda há dois anos em RO (Foto: Matheus Henrique/G1)

A auxiliar de serviços gerais, Josedelma Caneti, de 48 anos, retirou a mama esquerda há dois anos. “A hora que eu descobri caiu meu chão, mas levantei a cabeça, tive fé e consegui vencer. Foram oito anos de quimioterapia e a há dois tirei a mama esquerda. O encontro ajuda a divulgar a importância da prevenção, de fazer o exame e de procurar o médico”, disse.

Alani Monteiro faz tratamento há 14 anos contra o câncer de pele, apoia a ação do grupo e afirma que vive normalmente. “Dos sete aos 13 anos de idade, eu fazia tratamento e não descobria o que tinha. Somente com 21 consegui descobri o câncer de pele. Deveriam ter muito mais iniciativas como essa, para as pessoas verem que não é tão difícil como parece ser”, declarou a produtora de eventos.

O encontro foi realizado em um fim de semana com as integrantes do grupo que é aberto para pacientes, ex-pacientes, amigos ou parentes que apoiam o tratamento contra o câncer.

Amizade ajuda mulheres a continuar tratamento contra o câncer em RO (Foto: Matheus Henrique/G1)Amizade ajuda mulheres a continuar tratamento contra o câncer em RO (Foto: Matheus Henrique/G1)

Células cancerígenas
Conforme uma pesquisa do Instituto Nacional de Câncer (Inca) o câncer mais comum entre as mulheres é o de mama. De acordo com os dados divulgados no dia 6 de outubro, em 66,2% dos casos de câncer de mama, é a própria mulher quem detecta os primeiros sinais da doença.

Os principais sinais notados por essas mulheres foram a presença de um caroço (citado por 89,6% das mulheres) dor na mama (20,9%), alterações na pele da mama (7,1%), alterações no mamilo (2,6%), saída de secreção do mamilo (5,6%) e alteração no formato da mama (3,7%).

Segundo estimativa do Inca, o Brasil deve ter 57.960 novos casos de câncer de mama em 2016. O câncer de cólon e reto ficou em sgeundo lugar, e estima-se que mais de 17 mil casos surjam até o final de 2016.

Fonte: (Matheus HenriqueDo G1 RO)

About Rondônia Atualidades

Agência Rondônia Atualidades LTDA-ME

Check Also

Assessor do governo de RO é preso suspeito de ser articulador de esquema criminoso na Sedam

O assessor do atual governo de Rondônia, Flávio Tiellet, foi preso no início da tarde …