Home / Educação e Saúde / Missão Humanitária da Operação Sorriso se despede de Porto Velho com 74 cirurgias realizadas

Missão Humanitária da Operação Sorriso se despede de Porto Velho com 74 cirurgias realizadas

Entre os pacientes, estavam crianças e adultos de três estados e índios de quatro etnias. Fonoaudiólogos fizeram registro de amostras da fala dos pacientes para acompanhamento clínico em futuras missões.

A Missão Humanitária da Operação Sorriso (OS), realizada entre 7 e 12 de dezembro, no Hospital Santa Marcelina, em Porto Velho (RO), operou 74 pacientes, que representa 14% a mais em relação ao objetivo inicial do número de cirurgias. No total, foram 109 pessoas atendidas na triagem, 981 consultas gratuitas realizadas pela equipe multidisciplinar de voluntários e muitas histórias de superação.

Pacientes dos estados de Rondônia, Amazonas e Acre compareceram à Missão Humanitária que recebeu desde bebês com poucos meses de idade até idosos. Nesse ano, a ONG também recebeu índios das etnias Pirahã, Cinta Larga, Parintintin e Karitiana. “Ficamos surpresos que quase metade das pessoas que foram à triagem não residiam em Porto Velho. Todos que compareceram passaram por consulta com nossos especialistas, que puderam orientar essas famílias que vieram de tão longe”, diz a diretora executiva da OS, Ana Stabel.

Depois de 63 anos: um sorriso

Acostumada a receber um grande número de crianças na triagem, a equipe de voluntários se surpreendeu com a presença de um paciente de 63 anos com fissura no lábio. Manoel Braga, morador de Humaitá (AM), já tinha desistido de operar a fenda. Seu filho também nasceu com lábio leporino e, na época, conseguiu ser operado aos dois anos de idade. Manoel não tinha condições de arcar financeiramente com os custos de mais uma cirurgia, então não tinha mais esperanças de corrigir a má-formação. No entanto, o encontro com uma enfermeira voluntária da OS, que o avisou sobre a vinda da missão à cidade, e contando com o apoio de sua companheira, ele revolveu ir à capital de Rondônia para tentar ser operado. Após a triagem, foi um dos selecionados. “Agora ele pode sorrir de cabeça erguida”, comemora Fátima, companheira de Manoel.

 

Treinamento gratuito

Além de proporcionar sorriso nas missões, a Operação Sorriso também levou informação a professores e alunos do curso de fonoaudiologia da Faculdade São Lucas. No dia 10 de dezembro, a voluntária da OS, Daniela Barbosa, ministrou uma palestra na instituição voltada à avaliação e ao tratamento de pacientes fissurados. “O objetivo foi capacitá-los para que recebam a demanda de pacientes encaminhados durante a missão e possam dar continuidade no tratamento de reabilitação da fala”, explica a profissional. Após a missão os pacientes serão atendidos pela clínica de fonoaudiologia da Faculdade São Lucas, com a supervisão das professoras Lidiana Rodrigues e Raquel Roriz.

Outra novidade desta missão é que as fonoaudiólogas voluntárias fizeram um registro da amostra da fala de cada paciente para acompanhamento clínico em futuras missões. “Essa amostra é muito importante para a ONG, pois poderemos fazer uma análise de como será o progresso nos anos seguintes e acompanhar cada um que passou pelos procedimentos cirúrgicos. Queremos estar sempre perto desses pacientes oferecendo suporte e acompanhando todos”, explica a coordenadora de missões humanitárias da Operação Sorriso, Luciana Garcia.

Voluntários jovens

Além da equipe de 60 voluntários que a Operação Sorriso enviou à cidade, a missão contou com a participação de estudantes do Ensino Fundamental e Médio do Colégio Objetivo, que ajudaram a distrair e entreter as crianças que aguardavam para serem atendidas na triagem, levando alegria aos pequenos. “Ficamos muito contentes em ver a participação dos jovens da cidade de Porto Velho querendo ajudar de alguma forma aqueles que tanto precisam. Eles tiveram papel fundamental na missão, conversaram e brincaram com as crianças enquanto elas esperavam o atendimento”, ressalta Ana Stabel.

Os apoiadores têm papel fundamental

A Operação Sorriso é patrocinada por empresas como Azul Linhas Aéreas, Johnson&Johnson Medical, PepsiCo, White Martins, Approach Comunicação Integrada, Fundação Aumund, Alshop, Amend, Aigai Spa, Anavilhanas Jungle Lodge, Antonio Bernardo, Belmond Copacabana Palace, Bionexo, Blue Tree Premium, Bradesco, Bold, Carina Duek, CitiEsperança, Comerc, Complements, Covidien, Contém 1g, Cris Barros, Cristália, Icatu Seguros, iZettle, F/Nazca, Flavours, FOM, Hope, Humberto da Mata, Instituto Azzi, Jack Vartanian, Kenzzur, Lilly Sarti, Livraria Cultura, Mixed, Make Them Smile, Pati Piva, PR Newswire, Polishop, Rancho do Peixe, Schivartche Advogados, Staples, Stephanie Stein, Temasek, Tennis Station, Theodora Home, Toriba, TW Guaimbê, Tryia, Txai, Verbena Flores, Voltália e Way Models. E conta com os seguintes apoios: Hospital Santa Marcelina, Secretarias Municipal e Estadual de Saúde, Faculdade São Lucas, Marinha do Brasil, Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), Associação Brasileira de Cirurgia Crânio-Maxilo-Facial (ABCCMF) e Projeto Genoma. Veja a lista completa no site www.operacaosorriso.org.br

Sobre a Operação Sorriso 

A cada três minutos, nasce uma criança com deformidade facial no mundo. De acordo com a Organização Mundial de Saúde existe uma criança com fissura para cada 650 nascidas e, todos os anos, mais de 5.800 novos casos endossam as estatísticas. A estimativa é que existam cerca de 300 mil pessoas com fissura lábio/palatal em todo o Brasil. Entretanto, não se sabe necessariamente quantas já receberam o tratamento.

 Presente no país desde 1997, a Operação Sorriso já transformou a vida de mais de 220 mil pessoas ao redor do mundo. Em dezoito anos, já foram realizados mais de 90 mil exames e avaliações especializadas e mais de seis mil procedimentos cirúrgicos gratuitos em treze estados brasileiros. Trata-se de um procedimento relativamente rápido que em casos mais brandos pode durar apenas 45 minutos. Na manhã seguinte, o paciente já está liberado para retornar para casa. Entretanto, é importante o acompanhamento de uma equipe multidisciplinar, o qual a Operação Sorriso disponibiliza gratuitamente durante as missões ou faz o encaminhamento aos serviços especializados nas regiões onde atua.

 “No último ano, conseguimos efetuar quatro mil avaliações médicas e 230 cirurgias. Nós entendemos as dificuldades que a população enfrenta para ter acesso a esses procedimentos e por isso buscamos sempre aumentar o número de procedimentos realizados. Não estamos atrás de recordes, mas do máximo de sorrisos que conseguirmos alcançar”, vibra Ana Stabel, Diretora Executiva da Operação Sorriso. Todas as etapas da ação são gratuitas, e visam devolver a dignidade, funcionalidade e autoestima para milhares de pacientes.

 Além das cirurgias, a Operação Sorriso treina profissionais locais, médicos residentes e novos voluntários no atendimento aos fissurados, para torná-los aptos a prestar assistência a pacientes em diversas especialidades, como Cirurgia, Fonoaudiologia, Anestesia, Psicologia e Ortodontia.

 

Para ajudar

Quem quiser ajudar pode fazer doações em dinheiro (que facilitam compras em grande quantidade):http://www.operacaosorriso.org.br/participe/financie-sorrisos

 Doações para Operação Sorriso podem ser feitas direto em conta:

Associação Operação Sorriso do Brasil

CNPJ: 08.691.563/001-85

Banco Itaú – 341

Ag: 8729 C/C: 23082-4

Comunicar depósito através do e-mail: contato@operationsmile.org.br

Relatórios financeiros disponíveis no site

*As empresas também podem apoiar a Operação Sorriso com recursos financeiros, humanos ou contribuições em espécie ou através de parcerias corporativas.

Mais informações para a imprensa:    

APPROACH COMUNICAÇÃO INTEGRADA

Tel.: (21) 3461-4616

Aline Brito (aline.brito@approach.com.br) – R: 138

Julia Costa (julia.costa@approach.com.br) – R: 115      

www.approach.com.br

About Rondônia Atualidades

Agência Rondônia Atualidades LTDA-ME

Check Also

Governo de RO decreta luto oficial de 3 dias pela morte de Moreira Mendes

O governador Daniel Pereira decretou luto oficial de 3 dias pela morte do ex-senador Moreira …