Home / Mundo / Haitianos que moram em RO contam n° de parentes mortos por furacão

Haitianos que moram em RO contam n° de parentes mortos por furacão

Furacão Matthew matou mais de 800 pessoas no Haiti, diz Reuters.
Ao G1, uma imigrante contou que perdeu o primo e mãe está ferida.

Vários haitianos que vivem em Rondônia estão contando o número de familiares e amigos que morreram no Haiti após a passagem do furacão Mathew pelo país. Segundo a agência de notícias Reuters, mais de 800 pessoas já morreram no Haiti por causa do Mathew. A imigrante Josfina, de 42 anos, que mora em Porto Velho, conseguiu fazer contato com parentes e se chocou com as notícias. “Perdi um primo e minha mãe ficou ferida”, diz.

Em entrevista ao G1, neste sábado (8), Josefina contou que está preocupada e espera por novas notícias da família que está no Haiti, pois já perdeu um primo e a mãe no furacão onde os ventos passaram dos 200 km/h, como em Porto Princípe e outras cidades. “Está difícil a comunicação, mas vários amigos também foram afetados e estão passando por este problema”, disse.

Em Porto Velho, dezenas de imigrantes lamentaram as mortes de parentes e amigos e demostram tristeza por estar longe da família no momento de dor que o Haiti está passando. É o caso de caso do imigrante Jean Witsler Charles, de 46 anos, que está desempregado há 2 anos e mora na capital desde 2012.

“Perdi primo e amigos. Tem um rio que corta perto de onde minha família mora e destruiu minha casa. Temos dificuldade para falar com a família”, conta.

Passagem do furacão Matthew pelo Haiti (Foto: Logan Abassi UN/Minustah)Passagem do furacão Matthew pelo Haiti causou mais de 800 mortes (Foto: Logan Abassi UN/Minustah)

O representante da associação dos haitianos em Rondônia está fazendo um levantamento para verificar se mais parentes dos imigrantes de Porto Velho morreram ou estão feridos no Haiti.

Furacão Matthew
O número total de mortos ainda não foi consolidado. O balanço oficial desta sexta-feira (7) feito pela Defesa Civil é de 271 mortos. A agência Reuters, no entanto, reporta mais de 842 mortos, citando autoridades locais.

O furacão é o mais forte a atingir o Caribe desde 2007. Em 2004, as inundações causadas pelo furacão Jeanne deixaram mais de três mil mortos. Quatro anos depois, o furacão Hanna foi seguido por quatro tempestades e os cinco fenômenos deixaram um total de 1.100 mortos.
Agora, foi justamente no Haiti que o Matthew causou mais destruição. O vento de cerca de 230 km/h derrubou árvores, barrancos e pontes, além de destruir milhares de casas.

O furacão avançou por outras ilhas, passando por Cuba, Bahamas, e chegando aos Estados Unidos. Na Flórida, cerca de um milhão de pessoas permanecem sem energia elétrica.

A Organização das Nações Unidas (ONU) já enviou tropas brasileiras para ajudar os atingidos pelo furacão. Ao todo, 330 soldados do Brasil estarão no Haiti ajudando as centenas de vítimas.

Mapa - trajetória do furacão Matthew (Foto: Arte/G1)Mapa – trajetória do furacão Matthew (Foto: Arte/G1)

Fonte: (Matheus HenriqueDo G1 RO)

(Foto: Matheus Henrique/G1)

About Rondônia Atualidades

Agência Rondônia Atualidades LTDA-ME

Check Also

Assessor do governo de RO é preso suspeito de ser articulador de esquema criminoso na Sedam

O assessor do atual governo de Rondônia, Flávio Tiellet, foi preso no início da tarde …