Home / Acidentes e Polícia / Corpo de idoso é encontrado enterrado dentro de poço em Rolim de Moura, RO

Corpo de idoso é encontrado enterrado dentro de poço em Rolim de Moura, RO

Um idoso de 82 anos que estava desaparecido desde o dia 5 de julho foi encontrado morto dentro de um poço, no último domingo (24), na zona rural de Rolim de Moura (RO), município a 402 quilômetros de Porto Velho. Segundo a Polícia Civil, o idoso foi morto com uma martelada na cabeça e jogado dentro de um poço. O principal suspeito de cometer o crime é o enteado da vítima, um homem de 52 anos. Ele foi preso por destruição, subtração e ocultação de cadáver, após confessar o crime.

Segundo consta no boletim de ocorrência, na sexta-feira (20) uma assistente social do Hospital Municipal Amélio João da Silva foi até a Unidade Integrada de Segurança Pública (Unisp) relatando que, no dia 13 de julho, um parente da vítima a procurou na unidade perguntando qual era o procedimento de quando um paciente, encaminhado pelo hospital de Rolim de Moura, morre na capital Porto Velho.

Ele contou que o marido da mãe dele tinha dado entrada no hospital de Rolim no dia 5 de julho e no mesmo dia foi encaminhado para Porto Velho, porém o enteado afirmou a família que quatro dias depois, ou seja, dia 9 do mesmo mês o homem havia falecido na capital.

No entanto, no dia 17 de julho a assistente social do Hospital de Base de Porto Velho entrou em contato com o hospital de Rolim de Moura afirmando que o idoso não havia dado entrada em nenhum hospital de Porto Velho.

Diante da informação, a funcionária de Rolim realizou buscas em todos os sistemas de registro do hospital municipal e não encontrou nenhuma entrada em nome da vítima.
Enteado confessou o crime à polícia (Foto: WhatsApp/Reprodução) Enteado confessou o crime à polícia (Foto: WhatsApp/Reprodução)

Enteado confessou o crime à polícia (Foto: WhatsApp/Reprodução)

Com a informação, a assistente social foi até a casa do idoso desaparecido e foi recebida pelo enteado da vítima, que se se apresentou como cuidador.

Ele afirmou que havia levado o idoso até o hospital, onde recebeu atendimento na emergência, em seguida ele disse que recebeu uma ligação de Porto Velho informando sobre o óbito do padrasto, porém não soube informar quem havia lhe dado a informação da morte.

Buscas

Após a denúncia da assistente social, a Polícia Civil passou a investigar o caso e em contato com o enteado da vítima, conseguiram autorização para realizar buscas no pátio da residência onde o idoso morava.

No endereço, os policiais constataram que abaixo de um aterro existente no local, havia um poço com tampa de madeira. A removerem a referida tampa, já exalou um forte odor do interior do poço. O suspeito que estava acompanhando toda a busca, autorizou que fosse realizada uma escavação no local.

Com a ajuda do Corpo de Bombeiros, o local foi escavado, tendo o trabalho se estendido por três dias. No fim da tarde de domingo, o corpo do idoso foi encontrado já em estado de decomposição.

Os restos mortais do homem foi levado para o necrotério municipal, onde o médico legista realizou os exames necessários.

O suspeito confessou o crime aos policiais e contou que aplicou um golpe com um martelo na cabeça da vítima e em seguida o lançou no poço, jogando sobre o corpo alguns objetos como pneus e rodas automotivas. O infrator foi apresentado na Unisp, junto com o martelo utilizado para cometer o crime.

Segundo informações do Corpo de Bombeiros o corpo foi localizado a uma profundidade de cinco metros.

 

FONTE: G1- RONDÔNIA

About Rondônia Atualidades

Agência Rondônia Atualidades LTDA-ME

Check Also

Assessor do governo de RO é preso suspeito de ser articulador de esquema criminoso na Sedam

O assessor do atual governo de Rondônia, Flávio Tiellet, foi preso no início da tarde …