Home / Educação e Saúde / Brinquedoteca auxilia na recuperação de crianças no Hospital Infantil Cosme e Damião em Porto Velho

Brinquedoteca auxilia na recuperação de crianças no Hospital Infantil Cosme e Damião em Porto Velho

Uma média de de 100 pacientes, entre internos, que são atendidos e que ficam apenas em observação, é atendida por dia na Brinquedoteca do Hospital Infantil Cosme e Damião (HICD), em Porto Velho, totalizando três mil atendimentos ao mês.

Os dados, do setor de estatísticas da Secretaria Estadual de Saúde (Sesau), foram confirmados pela coordenadora do setor, a psicóloga Telma Johnson. Há um ano, a brinquedoteca passou por reforma, ampliação, revitalização e humanização da proposta de atender às crianças em tratamento.

“Elas têm o local como uma espécie de refúgio. Lá, elas brincas, ouvem estorinhas, trocam experiências com outras crianças, e esquecem os traumas causados por estar em um hospital, em alguns casos, há meses. Isso revigora e amplia a resposta ao tratamento”, disse a psicóloga Telma, destacando a importância do ambiente para recuperação das crianças.

“Tenho um boneco do homem aranha. Não pude trazer. Mas gostei daquela sala que tem tantos brinquedos legais”, disse Gustavo Machado, 4 anos, morador do bairro Agenor de Carvalho, na capital. Ele esteve em observação devido ao princípio de renite alérgica.

Muito animado com a diversidade de brinquedos, Gustavo afirmou que vai pedir para a mãe dele sempre levá-lo para brincar.

A mãe de Gustavo, Renata Machado, disse que jamais esperava uma reação tão positiva do filho. “Ele tem medo de ir ao médico, sempre chora muito. Desta vez, gostou tanto que pediu para voltar”, relatou satisfeita.

Cosme e Damião se destaca pelo atendimento humanizado implantado pelo governo

Cosme e Damião se destaca pelo atendimento humanizado implantado pelo governo

A acadêmica do curso de direito, Jéssica Cavalcante, também elogiou o espaço. Ela acompanhou a tia em uma consulta do sobrinho e a criança ficou calma, sem receio de esperar pelo médico.

O mesmo pensa J.R, moradora da cidade de Ariquemes. Ela acompanha o filho de 8 anos, que se recupera de uma meningite. A mãe, emocionada, disse que a vontade da criança é tão grande de ir à brinquedoteca que ele vai andando – mesmo com dificuldade de locomoção -, dispensando a cadeira de rodas.

O secretário estadual de Saúde, Williames Pimentel, ressaltou a importância das atividades lúdicas, como a nova brinquedoteca do Cosme e Damião – que completou um ano. Para ele, a internação hospitalar é vista pela criança como desagradável. “É uma experiência acompanhada de dor, ansiedade, medo, além de sensações de abandono e culpa. A brincadeira é a maneira mais autêntica pela qual a criança expressa e elabora suas vivências, ajudando, de forma natural, em sua recuperação”.

Leia mais:


Fonte
Texto: Zacarias Pena Verde
Fotos: Ítalo Ricardo
Secom – Governo de Rondônia.

About Rondônia Atualidades

Agência Rondônia Atualidades LTDA-ME

Check Also

Temporal alaga cidade, causa estragos e interdita estradas no Cone Sul

O forte temporal caiu neste final de semana causou estragados nos sete municípios da região …