Home / Educação e Saúde / Guia do Rondoniense: Cinco times brigam por título e vaga no nacional

Guia do Rondoniense: Cinco times brigam por título e vaga no nacional

Enquanto a maioria dos estaduais começa a definir o campeão, a 25ª edição do Campeonato Rondoniense faz sua estreia no domingo, 5. Com mudanças no regulamento, o torneio está recheado de dúvidas, com uma pitada de segredo e temperado pelo inverno amazônico. Tudo isso acrescenta sabor a disputa que tem cinco times: Ariquemes, Genus, Ji-Paraná, Vilhena e Guajará, que retorna à elite do futebol rondoniense após dez anos.

As mudanças do estadual começaram ainda na organização. Seguindo uma linha que parece se tornar rotina ao futebol rondoniense, grande parte dos times não conseguiu se organizar e nem ao menos pagar as dívidas do anos anteriores. Com isso, foram ficando pelo caminho. Dos remanescentes de 2014, o União Cacoalense chegou a confirmar a participação, mas desistiu ao perceber que não teria o estádio Aglair Tonelli para mandar os jogos.

FFER apresenta troféu e medalhas do Rondoniense 2015 (Foto: FFER/ Divulgação)FFER apresenta troféu e medalhas do Rondoniense 2015 (Foto: FFER/ Divulgação)

Quanto aos estádios, o Genus e o Ji-Paraná vivem situação semelhante pela interdição e as várias tentativas para liberar já a partir da segunda rodada. Por enquanto, sabe-se que Gentil Valério, Portal da Amazônia e o Cassolão estão aptos para as partidas. O João Saldanha foi liberado, mas as chuvas constantes danificaram o gramado e a partida entre Guajará e Genus foi suspensa.

Com isso, apesar de ter cinco times disputando o título do estadual e as vagas na Série D do Campeonato Brasileiro, Copa Verde e Copa do Brasil 2016, a estreia terá partida única: o Ji-Paraná, sem casa própria, recebe o Ariquemes, no Cassolão em Rolim de Moura.

Regulamento

A novidade da competição é a forma de disputa e a distribuição da premiação. Este ano, o estadual está dividido em dois turnos, com todos os times se enfrentando em pontos corridos. No primeiro turno, Ariquemes, Genus, Guajará, Ji-Paraná e Vilhena se enfrentam em partidas de ida e as duas equipes com maior número de pontos fazem a final. Esta será realizada em dois jogos, ida e volta. Ao vencedor, será dado o direito de disputar a Série D do Campeonato Brasileiro 2015.

O segundo turno será todos contra todos. A fase começa com todos os clubes sem pontuação. Ao campeão do segundo turno será reservado o direito de competir na Copa Verde 2016. Após as duas fases, será realizada a final da competição com os campeões dos dois turno se enfrentando em partidas de ida e volta. Caso o vencedor dos 1º e  2º turnos seja o mesmo, ele será o campeão Rondoniense 2015. Ao campeão da competição cabe a vaga na Copa do Brasil 2016.

Ariquemes

Responsável pela abrir o Rondoniense deste ano, a Ariquemes tem batido na trave e ficado com o vice-campeonato (2010, 2011 e 2014). Os dois únicos títulos conquistados foram em 1993 e 1994. No ano passado, o Peixe do Vale do Jamari fez investimentos e prometia ser a sensação do campeonato estadual, mas deixou a glória e chegou às cinzas. Com medo de um novo declínio, a direção do clube foi reformulada, e novamente reformulada após a renúncia do presidente e mais três membros da diretoria por desentendimentos.

Novos jogadores foram apresentados ao time do Ariquemes (Foto: Antognione Rocha/Tv Ariquemes)Elenco do atual vice-campeão é comandado por Heder Palmonari (Foto: Antognione Rocha/Tv Ariquemes)

Com cautela o clube foi se organizando e anunciou a contratação do técnico Heder Palmonari. Junto com ele, um time que mistura experiência e juventude. Entre as apostas para se destacar estão Alex Carioca formado nas categoria de base do Vasco da Gama, Roby e Alex Bahia.

A estreia do time será contra o maior detentor de títulos do Rondoniense, o Ji-Paraná, no domingo, dia 5 de abril, no Cassolão em Rolim de Moura.

Genus

Único representante da capital, o Genus é uma das equipes mais sortudas. Sem nunca ter ganhado um estadual, já representou Rondônia na Série D do Brasileirão por três vezes. Agora, com o estádio Aluízio Ferreira interditado, o clube deixou para se organizar na semana em faria a estreia na competição. Mas, agraciados pela constantes chuvas, o clube ganhou mais tempo para se preparar.

Treino Genus Aluizão estadual (Foto: Ivanete Damasceno)Genus começou a treinar na última semana (Foto: Ivanete Damasceno)

Em busca do inédito título do estadual, a diretoria importou jogadores e técnico para para disputar o Rondoniense 2015. Claudemir Pontin e mais 12 jogadores vieram do Nacional de Rolândia (PR) e se aliaram ao elenco de Porto Velho. Perseguindo a todo custo o título, contratou também o campeão mundial pelo Corinthians, Índio, que chegou nesta semana para compor o time.

Com o adiamento da partida contra o Guajará, o Genus estreia contra o Vilhena no dia 17, no estádio Gentil Valério em Ariquemes.

Guajará

Retornando à elite do futebol profissional após dez anos, tudo caminhava na perfeita ordem no Guajará Esporte Clube. Até que uma nuvem carregada parou em cima do clube. As consequências foram dissolução da diretoria, mudança de técnico e apreensão do elenco. Treinando desde o ano passado para se confirmar na disputa, a água começou a alagar não somente a cidade, mas também os objetivos do clube. Após negociações, o clube perdeu o diretor Helder Passos.

Time do Guajará reclama da falta de médicos especialistas na cidade (Foto: Dayanne Saldanha)Time do Guajará começou a treinar ainda no ano passado, mas já passou por mudanças (Foto: Dayanne Saldanha)

Com um título conquistado em 2000, o Glorioso é comandado por Cícero que treinou, avaliou e escolheu os jogadores prata da casa para o retorno ao estadual. Ansiosos pela estreia no dia 5 de abril, torcedores e clube terão que esperar mais uma semana para ver o Guajará novamente em campo por uma partida oficial. Tudo porque o estádio João Saldanha, após muito rebuliço, precisou ser poupado. E uma forte chuva, que durou mais sete horas, alagou o gramado e impossibilitou de ser utilizado na abertura do Rondoniense. O time estreia contra o Ariquemes no Valerião, dia 11 de abril, às 16h.

Vilhena

Recém eliminado da Copa do Brasil, o atual campeão rondoniense formou um novo elenco, trouxe o Márcio Bittencourt pro comando e sempre deu uma certeza: o foco é o estadual. Organizado e com o elenco já devidamente inscrito, o time também não teve problemas quanto ao Portal da Amazônia, adaptado para receber o jogo contra a Ponte Preta.

Ponte Preta x Vilhena Adrianinho e Rildo (Foto: Victor Hafner / Ponte Preta)Time foi eliminado pela Ponte Preta por 3 a 0 e agora só pensa no estadual (Foto: Victor Hafner / Ponte Preta)

Os treinos são diários e o técnico ex-Corinthians também valorizou os amistosos na preparação. A principal dúvida para a estreia, que acontece no dia 11 de abril contra o Genus e no Valerião, é quanto ao goleiro. Contra a ponte o escolhido foi o experiente Wagner, mas Samir garante que, mesmo com o clima amistoso, está em busca da vaga.

Ji-Paraná

Mistério. Se fosse necessário escolher uma palavra pra descrever o Ji-Paraná em 2015 essa com certeza seria a melhor opção. O time escolhido estava no Paraná e começou a treinar na última semana, e ainda assim pouco se via da nova formação. Só na última quinta-feira parte do que se tem foi revelado e o treinador, Irani de Almeida, já revelou o que pode ser uma grande carta na manga. Robson Baiano, Leandro Rodrigues e Robson Lima são velhos conhecidos da torcida e prometem fazer bonito em campo, mas o novato Davi também é uma das boas opções do professor.

Ji-Paraná treino rondoniense 2015 (Foto: Samira Lima)Ji-Paraná mantém mistério com parte do time (Foto: Samira Lima)
Fonte: GloboEsporte.com - Porto Velho

About Rondônia Atualidades

Agência Rondônia Atualidades LTDA-ME

Check Also

Rede estadual anuncia abertura de matrículas com previsão para mais 40 mil novos alunos em Rondônia

A rede estadual de ensino de Rondônia se prepara para receber no ano letivo de …